Histórico


Antonio Gomes Moreira Junior



A história registra com destaque na grande trajetória do rotariano de berço Antonio Gomes Moreira Junior particularmente no campo educacional e, por consequência, no social. Nascido a 16 de outubro de 1917 em Belém do Pará, sendo o primogênio de seis filhos do casal Antonio Gomes Moreira e Ermelinda Bentes Moreira.
Iniciou sua formação escolar primária no Colégio Elienezer em 1923, e posteriormente no Grupo Escolar José Veríssimo e Floriano Peixoto onde concluiu a 5ª série em 1929. O curso secundário foi feito no Ginásio Paraense, que posteriormente passou a denominar-se de Colégio Estadual Paes de Carvalho, fazendo o exame de admissão em 1930. Graduou-se em nível superior em Agronomia pela Escola de Agronomia do Pará atual Universidade Federal Rural da Amazônia  em 1939, e em seguida pela Escola de Engenharia da UFPA, obteve o título de Engenheiro Civil em 1950. Em nível de pós graduação aperfeiçoou seus conhecimentos nos Estados unidos, mais precisamente na universidade de Pordue em Indiana no ano de 1954 e Universidade de Houston no Texas em 1971.
Como estudante, destacou-se desde cedo por seu comportamento pró-ativo e espírito natural de liderança, teve participação importante na política estudantil, desempenhando diversas funções, tais como Presidente de Diretório Acadêmico, delegado e representante, inclusive em nível nacional em Congresso Pan-americano de estudantes, sendo também pioneiro no Pará como editor de jornais estudantis.
No serviço militar pertenceu ao Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR), anexo à primeira bateria independente de artilharia móvel, em Belém, sendo declarado Aspirante à Oficial em 1944.
Casou-se com a Engenheira Agrônoma Raimunda VonGrap Moreira em 15.10.1942, de quem se separou, casando-se segunda núpcias com a Srª Marlene Moreira em 01.11.62, sua companheira inseparável e que aqui nos honra com sua presença, ela que é participante atuante das causas rotárias e desta forma em muito contribuindo para manter acesa a chama da imortalidade do Companheiro Moreira entre nós.
A vida profissional do patrono da cadeira 19 deste silogeu é das mais ricas, marcou sua passagem neste ciclo terreno cumprindo a missão que lhe foi determinada, os cargos, funções e representações que exerceu em órgãos públicos ou privados foram inúmeros, em seu curricullum estão listadas 175 destas atividades (anexo). Como professor exerceu a atividade educacional em todos os seus níveis, incluindo o superior como professor da Faculdade de Agronomia e na Faculdade de filosofia, Ciências e Letras, a qual, fruto de sua determinação e sonho, seria transformada posteriormente no Centro de Educação, o que possibilitou, na sequência, a viabilização do primeiro Curso de Pedagogia do Pará, um pouco mais tarde foi Diretor da Faculdade de Filosofia quando esta já estava incorporada pela UFPA e em seguida Diretor do Centro de Educação.
Como administrador na gestão pública foi Secretário de Educação nos Governos Aurélio do Carmo e Aloísio Chaves, foi também o primeiro superintendente da Fundação Educacional do Pará e membro fundador do Conselho Estadual de Educação, onde atuou por mais de vinte anos. Foi Diretor do Colégio Estadual Paes da Carvalho em dois períodos, de 14.03.1944 a 14.02.1951 quando a pedido foi exonerado e em 1966, dirigiu o Instituto de Educação do Pará em 1948 e foi Presidente da Sociedade Civil de Agronomia e Veterinária do Estado do Pará, mantenedora do Ginásio Visconde de Souza Franco, o qual dirigiu desde 1947 até 1981 quando se aposentou, período em que idealizou e realizou os Jogos Paraenses Ginasio-Colegiais (JOPAGICO) que movimentou o seio estudantil e serviu de integração às diversas instituições de ensino.
Cabe também deixar registrado para a posteridade a participação decisiva do Professor Moreira Júnior na implantação da Escola Superior de Educação Física do Pará, sendo, como Presidente da Sociedade Civil de Agronomia e Veterinária do Estado do Pará o grande responsável pela doação do terreno onde ainda hoje está localizada, o qual fazia parte da área do Colégio Visconde de Souza Franco, por ele dirigido.
Seu espírito público, em particular na área de educação, foi reconhecido através de inúmeras medalhas e condecorações, assim como  diversos diplomas de honra ao mérito municipais e estadual, com um total de 107, apenas para mencionar aqueles citados em um curriculum (anexo).
Destaque também para o decisivo apoio que prestou às atividades de trabalho de intercambio profissional e estudantil de paraenses nos Estados unidos através do Comitê Pará Missouri-Companheiros das Américas.
Como reconhecimento de sua contribuição à área educacional a social, o Governo Almir Gabriel em 02 de fevereiro de 1999 inaugurou a Escola Estadual de Ensino Médio e Fundamental que leva seu nome e fica localizada no bairro de Val-de-cans, conjunto CDP, em Belém. Escola de grande porte, contando  hoje com 2072 alunos e tendo recebido biblioteca doada pelo Rotery Club Belém Nazaré.
Antonio Gomes Moreira Junior foi sócio fundador do  Rotary Club Belém Nazaré em 23.03.60 com a classificação Ensino Superior Pedagogia, tinha convicção da importância da instrução e informação rotária como fatores fundamentais para o sinergismo e potencializarão dos clubs de Rotary, presidiu o Clube no ano rotário 64/65 e 83/84 e da qual foi incusive sócio fundador, além de ter contribuído de forma ativa para a fundação dos RC de Belém Norte, Belém Leste, Igarapé-Miri, Igarapé-Açu, Santa Isabel, Salinópolis, Tucurui, Rio Maria, Conceição do Araguaia e Belém Sul, instalou o primeiro Interact Club em 20/07/64 no Colégio Visconde de Souza Franco, com o estudante de agrimensura Edmundo do Carmo Souza Reis sendo Presidente. Presidiu várias comissões distritais, recebeu a comenda Comp. Paul Harris da Fundação Rotária, tendo participado de inúmeras Conferências Distritais a Assembléias. Governou o então Distrito 449 no período 1972/1973 o qual compreendia os estados atuais e mais o Maranhão o Piauí, quando foi Presidente do Rotary International. Roy D. Hikmann do Rotary Club. de Alabama com o lema "Examinemos Novamente" em fraca alusão ao entendimento de que sempre é possível melhorar. Em antologia sobre sua participação em Rotary, organizada de próprio punho, pode-se melhor compreender o quanto este rotariano de berço trazia nas veias a filosofia rotária, motivo pelo qual anexei o relatório por ele feito sobre sua gestão na Governadoria do Distrito.
Como cidadão, ao escolher a educação como caminho a trilhar na sociedade, mostrou na prática do dia-a-dia o temperamento de servir e de sempre dar o melhor se si; como rotariano, foi extremante participativo, inscreveu seu nome nos anais da história, tanto que a cadeira de número 19 desta academia em reconhecimento justo e merecido o imortalizou no tempo.
Faleceu em 28.11.98, aos 81 anos.